• Pinto Machado

BANCOS NÃO VOTAM NA CONSOLIDAÇÃO DA ODEBRECHT

O desembargador Alexandre Lazzarini, da 1ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, concedeu liminar que autoriza cinco bancos a participarem da votação sobre a consolidação substancial da recuperação judicial da Odebrecht. Por outro lado, a decisão proíbe o exercício de voto das mesmas instituições no caso de aprovação do plano por serem credores extraconsursais de uma das empresas do grupo, a OSP Investimentos S.A. A decisão se deu em agravo de instrumento interposto pelo ex-presidente da Braskem José Carlos Grubisich Filho, que também consta como credor na recuperação do Grupo Odebrecht. Ele questionou a participação de cinco grandes bancos na assembleia que vai deliberar sobre um plano unificado para todas as empresas do grupo. Os bancos são: BNDES, Santander, Itaú, Bradesco e Banco do Brasil.





2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo