• Pinto Machado

DETERMINADA A RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA ULBRA

Após homologação do Plano de Recuperação Judicial da Aelbra, mantenedora da Ulbra, foi emitido sentença determinando a recuperação judicial sob o rito ordinário. Foi desconsiderado o voto proferido pelo Banrisul. A decisão afasta o risco de falência da instituição.

A recuperação judicial tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica.

Sobre o voto contrário do Banrisul, entendeu-se que foi uma atitude abusiva. Foi analisada a postura adotada pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul no curso do feito recuperacional e, especialmente, na assembléia de credores, que culminou na rejeição do plano de recuperação judicial, constatando-se que, efetivamente, houve abuso no exercício do direito de voto por este credor.


Fonte: EXAME





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo