• Pinto Machado

MESMO EM RJ, AS AÇÕES DA INEPAR DISPARAM

As ações preferenciais da Inepar fecharam em alta de 22,86%, para R$ 28,75, após um investidor divulgar que a Deloitte entregou o relatório que daria base para o fim da recuperação judicial da companhia. Os papéis ordinários da companhia avançaram 17,06%, cotados a R$ 33. O volume financeiro foi de R$ 6,3 milhões e R$ 2,5 milhões , respectivamente.

De acordo com a petição, cujo conteúdo o Valor teve acesso, a administradora judicial Deloitte apresentou sua última prestação de contas de fiscalização.

O documento destaca que os créditos incontroversos exigíveis foram pagos pela Inepar através da emissão de debêntures, conversão de ações e depósito judicial.

O montante não engloba os credores vinculados ao processo de recuperação judicial, apenas os acionistas que compraram direito de receber as debêntures.

A petição aponta que 183 credores quirografários tiveram seus créditos convertidos em debêntures nos valores totais de R$ 11,6 milhões e US$ 53,3 mil, com valor nominal de R$ 1 cada debênture. Outros sete credores tiveram valor de créditos convertidos em ações no valor total de R$ 544 mil, considerando o preço de emissão de R$ 3,538573786 por ação.


Fonte: VALOR INVEST





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo