• Pinto Machado

SARAIVA REDUZ EM 48% PREJUÍZO EM 2020

A Saraiva (SLED3; SLED4), em situação de recuperação judicial, reduziu o prejuízo observado tanto no quarto trimestre quanto no acumulado de 2020, ao totalizar saldos negativos de R$ 17,1 milhões e R$ 152,4 milhões, respectivamente.

Os resultados mencionados acima representam queda de 82% no intervalo de outubro a dezembro, e de 48% na soma de 2020, quando comparados no intervalo de um ano atrás.

O Ebitida ajustado (lucro antes de impostos) somou menos R$ 97,1 milhões em 2020, queda de 50% ante 2019, quando a empresa teve menos R$ 177,8 milhões contabilizados no indicador.

A livraria explica que os valores citados excluem itens não recorrentes como, por exemplo, provisões feitas ao longo do ano passado por conta da pandemia de Covid-19.

A receita líquida, que traz números das lojas físicas e do e-commerce somados, foi de R$ 234,4 milhões em 2020, recuo de 65% na comparação anual.

Em março, os credores da Saraiva aprovaram o aditamento do processo de recuperação judicial.

O prolongamento busca permitir a empresa viabilizar a execução de seu plano de longo prazo, com o equacionamento necessário da sua dívida e a continuidade de suas atividades operacionais.


Fonte: MONEY TIMES





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo